Monday, May 7, 2007

da Madeira, com "amor"


"tropecei", o outro dia, neste cartaz, algures nas imediações do bairro alto.

sem fazer alusão ao que é, especificamente pelo menos, depois das últimas eleições na Madeira, parece-me que dificilmente podia estar mais perto da "mouche".

4 comments:

Osvaldo said...

O que eu acho mais chocante é ver a assistência a um comício do PS em Câmara de Lobos a esconder a cara das câmaras de televisão. Alguns lá aceitaram falar para a SIC, mas foi de costas para a câmara.

extravaganza said...

Quando as minhas colegas da Madeira me contaram como era lá o "ambiente" político, nem queria acreditar. Por isso, não me causa espanto esse tipo de atitudes. Nenhum, mesmo!

Kraak/Peixinho said...

Simplesmente horrível... eu já lá "passei" muitos anos, nos idos fins dos anos '80 e o que posso afirmar é simplesmente "HELP! Tirem-me daqui". Acho que com o passar dos anos, o veneno ditador tem-se refinado :Z

Joao said...

por motivos profissionais e durante quase 2 anos, tive de ir à Madeira 1 vêz por mês. e pude ver a imposição visual, quase oprimente, do partido (as inúmeras sedes laranjas falam por si), as pessoas que evitam falar publicamente do descontentamento face à governação uni-pessoal-ó-colorida, o "desterro" a que são remetidas as pessoas que não jogam na mesma equipa dos laranjas e que se recusam a ser um maria vai com os outros.
certamente ha coisas boas, mas 30 anos é tempo suficiente para tal, além dos subsídios/fundos que esses tais cubanos para lá enterram, por ex. em túneis que já não têm objectivo prático face ao custo elevado, senão servir de motivo para a transferência de fundos, que se calhar acabam nos bolsos dos mesmos que exploram a Madeira a seu bel prazer, há 30 anos.