Monday, March 10, 2008

why not? Eels!!

a propósito da recente compra do último (2005) album de originais dos Eels "Blinking Lights and Other Revelations", voltei a escutar uma das bandas que mais gozo sempre me deu ouvir.


Os Eels, pela musicalidade alegre ou mais triste, as melodias simples ou as guitarradas mais eléctricas, os gritos e uivos (ou o ladrar do cão do próprio E) ou as vozes delicadas das(os) convidados que povoam o universo estilístico da banda. ou mais sucinta e egocentricamente falando, de Mark Oliver Everett, também conhecido por Mr. E ou simplesmente E, a cabeça e o coração da banda desde a sua criação em 1996 com "Beautiful Freak" e ao longo de albums como "Electro-Shock Blues" (1999), "Daisies of the Galaxy" (2000), "Souljacker" (2001), "Shootenanny!" (2003) e "Blinking Lights and Other Revelations".


Na lista dos convidados e colaboradores, fazem parte John Parish, Tom Waits, Lisa Germano ou Grant Lee Philipps. Para 2008 está prevista (ainda não encontrei à venda por cá..) a celebração dos 10 anos de vida (embora com algum atraso...), com a edição de duas compilações intituladas «Meet The Eels: Essential Eels 1996-2006 Vol. 1» e «Eels Useless Trinkets: B-Sides, Soundtracks, Rarities and Unreleased 1996-2006», que conforme o nome diz, nos trarão um best-of e um "lado B"/raridades dos Eels.

video do "uplifting" "'Mr E's Beautiful Blues" que fazendo parte da banda sonora do filme "Road Trip", tem a participação do elenco para o efeito. have fun.....

Na memória ainda está bem quente, o soberbo concerto que deram no Paradise Garage, algures em 2003, numa sala apinhada. no fim do concerto, quem ficou na conversa ou a beber um copo mais tardio, foi contemplado por um segundo concerto, apenas protagonizado pelo baterista Butch e por E. dir-se-ía que foi uma espécie de mini acústico, apenas percurssão e voz.

video do "Souljacker part.1", dirigido por Wim Wenders

como a Rolling Stone escreveu certo dia: "EELS define coolness".

6 comments:

Osvaldo said...

Querido amigo, há muito tempo que não andava por estas paragens e, pelos vistos, tenho muito para ler. Ainda bem que assim é!

Acabei por passar ao lado dos Eels, embora não saiba bem porquê. Nunca calhou! Conheço apenas duas ou três músicas que passaram na rádio.

Uma coisa te digo: o álbum «Daisies of the Galaxy» tem uma capa lindíssima. Para mim, os discos são objectos de desejo (razão pela qual não lido muito bem com a música desmaterializada nem com cópias piratas) e um disco com uma boa capa chama-me logo à atenção. Muitas vezes, quando estou indeciso na compra de dois discos, e na impossibilidade de comprar ambos, utilizo a capa como critério de desempate. Claro que muitas vezes me arrependi e sairam grandes barretes.

Perdoa o meu atrevimento, mas faço-te uma sugestão para um post: mostra as tuas capas preferidas de álbuns, independentemente de o conteúdo estar ou não à altura. Abraço!

Joao said...

hey!! welcome back! ter de saber noticias tuas pela tua mulher... tstststststs...eheheh.

quanto às capas dos discos dos Eels, a verdade é que as escolhas têm sempre sido mto felizes. já o "Electro-Shock blues" tem uma capa à la principezinho. simples, ingénua e muito bonita. a capa do "souljacker" é o retrato visual do som do album, como se se pudesse fazer tal coisa. de qq modo, a fotografia/look é a imagem utilizada no video a música com o mesmo nome. com bastante impacto e um ar "dirty".

E a tua proposta das "capas preferidas", é muito bem vinda. vou dormir sobre o assunto (dormir: porque ando cansado e a precisar dormir e pensar na vida - será possível tudo ao mesmo tempo??), aproveitar para dar uma limpeza nos cds. a tua proposta é para os cds que cada um terá ou poder-se-á estender a qualquer cd? deste a ideia, agora ajuda a criar critérios de voto... eheheh

vai tb pensando na tua votação e dps falamos/postamos sobre o assunto.
até lá, um abraço e bjs em casa

Osvaldo said...

Para dizer a verdade, eu estava a pensar que tu é que terias o trabalho de escolher e "postar" as tuas capas preferidas, enquanto eu ficava no sofá a apreciar a tua selecção. Não estava à espera de dar os meus contributos, mas aceito o desafio.

Acho mais interessante limitar a coisa às capas dos discos que cada um possui (e já não são poucos) e portanto melhor conhece.

Por outro lado, acho que uma votação ou classificação é demasiado redutora. Por exemplo, eu gosto de capas muito diferentes umas das outras (minimalistas, barrocas, fotografias, abstractas, etc.). É muito difícil fazer comparações.

Talvez fosse mais interessante cada um seleccionar 10 ou 20 capas (sem qualquer ordem) que considere especialmente bonitas, juntando um comentário para cada uma.

Como é que queres fazer? Mando-te a minha selecção por e-mail e depois tu "postas-las" aqui?

Joao said...

como um bom Lego, já se construiu alguma coisa.20 capas será muito, penso eu de que. acho que reduzir a 10 vai ser um desafio interessante exigente.
a ideia será eu postar as respectivas capas, com foto e dps a malta comenta, com as suas opinioes. parece-me que assim venha a ser + simples.

Osvaldo said...

OK. Acho uma óptima ideia. Fico à espera de ver a tua selecção.

Kraak said...

Uma grande banda! Com um caricato líder. Gostava que aterrassem novamente em Portugal e que fizessem um concerto em pijama, LOL. Os tipos são bem capazes disso, hehe. Há tempos vi umas fotos numa revista qualquer sobre essa cena dos pijamas. Deve ser um fetiche influenciado pelo Mark "E", hihi!

Hugzz!